02:25 | Caratinga, 17 de janeiro de 2021

  • Instagram
  • Facebook

Navegando em: Nossos valores

Nossos valores

Os Princípios Cooperativistas são mutáveis, foram concebidos para se tornarem ‘clausulas pátrias’. Sua finalidade é apenas orientativa, ou seja, direciona os que querem construir um cooperativismo legítimo e autentico.
O cooperativismo foi idealizado como instrumento de desenvolvimento das pessoas que usufruem de seus serviços. Dessa forma, considerar os princípios como dogmas seria negar a sua essência.
Em suma, o cooperativismo é mutável, adaptável as mais diversas realidades. É de sua natureza o respeito as diferenças econômicas e sociais.
Os princípios cooperativistas, originários da primeira cooperativa – Sociedade dos Probos de Rochdale, ao longo dos anos passa por processo de adaptação, adequando-se as novas formas de organização da sociedade. Isso só foi possível graças a organização do Sistema Cooperativista, que através da ACI – Aliança Cooperativista Internacional, que desde o século passado, vêm promovendo inúmeros congressos com o objetivo de discutir as questões de interesse do cooperativismo.
Em 1995, foi realizado o congresso comemorativo ao centenário do cooperativismo. No evento, além das comemorações dessa data histórica, foram aprovados conceitos e princípios, não muito diferentes daqueles criados pelos pioneiros de Rochdale. A idéia foi apenas de aperfeiçoamento e adequação a nova realidade mundial.
Princípios
1 – Adesão voluntária e livre
As cooperativas são organizações voluntárias, abertas a pessoas aptas a utilizar os seus serviços e assumir as responsabilidades como membros, sem discriminações de sexo, sociais, raciais, políticas e religiosas.
2 – Gestão democrática
Os cooperados, reunidos em assembléia, discutem e votam os objetivos e metas do trabalho conjunto, bem como elegem os representantes que irão administrar a sociedade.
Cada associado representa um voto, não importando se alguns detenham mais cotas do que outros.
3 – Participação econômica dos membros
Cada sócio, de forma equitativa, deve contribuir para a formação do capital social da cooperativa, controlando-o de forma democrática e responsável. Em caso de excedente, os recursos poderão ser utilizados da seguinte forma:
– Desenvolvimento da cooperativa.
– Beneficios aos membros na proporção das suas transações com a cooperativa.
– Apoio a outras atividades aprovadas pelos cooperados.
4 – Autonomia e independência
As cooperativas são organizações autônomas, de ajuda mútua, controladas pelos seus sócios. Se firmarem acordos com outras organizações, incluindo instituições públicas, ou recorrerem a capital externo, devem fazê-lo em condições que assegurem o controle democrático pelos seus membros e mantenham a autonomia da cooperativa.
5 – Educação, formação e informação
É objetivo permanente da cooperativa destinar ações e recursos para formar seus associados, capacitando-os para a prática cooperativista e para o uso de equipamentos e técnicas no processo produtivo e comercial.
Ao mesmo tempo, buscam informar o público sobre as vantagens da cooperação organizada, estimulando o ensino do cooperativismo em todos os setores da sociedade.
6 – Intercooperação
Para o fortalecimento do cooperativismo é importante que haja intercâmbio de informações, produtos e serviços, viabilizando o setor como atividade sócio-econômica.
Por outro lado, organizadas em entidades representativas, formadas para contribuir no seu desenvolvimento, determinam avanços e conquistas para o cooperativismo.
7 – Interesse pela comunidade
As cooperativas, através das políticas aprovadas pelos seus cooperados, atuam de forma a garantir a sustentabilidade da comunidade em que está inserida. O respeito pelo meio ambiente e pelas demandas sociais devem ser preocupações permanente das cooperativas.
Valores do Cooperativismo
As cooperativas baseiam-se em valores de ajuda e responsabilidade próprias, são eles:

– Ajuda Mútua e Responsabilidade

– Democracia

– Igualdade

– Equidade

– Solidariedade

– Honestidade

– Transparência

– Responsabilidade Social

Missão

Gerar soluções financeiras adequadas e sustentáveis, por meio do cooperativismo, aos associados e às suas comunidades.

Visão

Ser reconhecido com a principal instituição financeira propulsora do desenvolvimento econômico e social dos associados.

Objetivos

Ser reconhecida como a melhor opção de produtos e serviços financeiros junto à região do Leste Mineiro, pela qualidade apresentada.

SICOOB Credileste

Av. Olegário Maciel, 110, Centro,
Caratinga/MG - CEP: 35300-365

R. Francisco Alfeu de Oliveira, 102, Centro,
Iapu/MG - CEP: 35190-000

R. Aminta Campos, 32, Centro,
Manhuaçu/MG - CEP:36900-058

Telefones

(33) 3329 - 0700 (em Caratinga)
(33) 3355 - 1421 (em Iapu)
(33) 3331 - 6006 (em Manhuaçu)

Auto Atendimento

06h às 22h todos os dias

Funcionamento

11h às 16h em dias úteis (em Caratinga)
10h às 15h em dias úteis (em Iapu)
10h às 16h em dias úteis (em Manhuaçu)

Ouvidoria

0800 725 0996
0800 940 0458 (Deficientes Auditivos ou de Fala)

Canal de comunicação de indícios de ilicitude
https://www.sicoob.com.br/sdmcr/home/informacao.asp

©2021 - Todos os Direitos Reservados - SICOOB Credileste - Caratinga/MG